QR Code: entenda o que é e como funciona

Já ouviu falar em QR Code? Essa tecnologia já é amplamente usada em todo o mundo! Conheça as possibilidades desse recurso.

Tecnologiajaneiro 07, 2021

A evolução tecnológica tem beneficiado de forma bastante significativa o mercado de pagamento. Apesar de não ser um recurso novo, o QR Code, ou código QR, tornou-se uma importante ferramenta para realizar pagamentos. Com o PIX, a leitura dessas imagens se tornará uma prática ainda mais comum.

Neste artigo, você vai entender o que é o QR Code, como esse código funciona e quais são as suas possibilidades de uso em transações de pagamento. Leia até o final e saiba mais!

O que é QR Code?

O termo QR Code vem de “Quick Responder Code”. O código consiste em uma barra bidimensional, ou seja, ela informa dados na vertical e na horizontal, diferentemente do código de barras convencional que apresenta informações somente na horizontal.

Isso traz muitas vantagens. Por exemplo, alguns tipos de código de barras permitem uma variável de até 128 caracteres. No entanto, o QR Code tem um potencial muito maior:

  • caracteres alfanuméricos: 4.296;
  • caracteres binários (8 bits): 2.953;
  • caracteres numéricos: 7.089.

Vale ressaltar que existem mais de 40 modelos de códigos QR, que diferem em capacidade de armazenamento, tamanho e pixels.

Qual a história do QR Code?

O QR Code foi criado por uma empresa japonesa do grupo Toyota Denso-Wave em 1994. A ideia inicial era identificar e categorizar componentes de veículos. Embora eles detenham a patente do recurso, resolveram não usá-la, de modo que o QR Code é livre de licenças.

Com o tempo, o QR Code foi sendo aperfeiçoado para que pudesse fornecer mais dados. Além dessa alta capacidade, por ser um código visual, ele pode ser apresentado de forma física, em um cartaz ou placa, por exemplo, ou mesmo na tela de um dispositivo, como um monitor ou smartphone.

Como o QR Code funciona?

Diferentemente de um código de barras, que em muitos casos necessita de uma luz de scanner para ser lido, o QR Code necessita de apenas uma câmera para que o dispositivo leia a imagem. No caso de um smartphone, por exemplo, basta instalar um app que possa ler o código.

Após a leitura, o código pode informar uma diversidade de dados, como um site, um registro de produto, uma localização ou mesmo informações para transações financeiras. Entenda melhor como o QR Code pode ser utilizado para este último caso a seguir.

Como usar o QR Code para fazer pagamentos?

A princípio, o QR Code era amplamente utilizado para fornecer conteúdo adicional em panfletos, cartas ou livros. Nesse modelo, ele direciona para o site escolhido. Com o tempo, suas aplicações foram ficando cada vez mais complexas.

Embora não seja um conceito novo, o pagamento por QR Code tem se fortalecido, e a tendência é que se torne cada vez mais popular. Grande parte desse sucesso se deve à praticidade da função. Uma pesquisa feita pela Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) revelou que cerca de 8 a cada 10 varejistas pretendiam utilizar a ferramenta como meio de pagamento nos estabelecimentos.

O QR Code em si não fará a transação. Ele precisa ser fornecido por um serviço de pagamentos. Assim, se um estabelecimento deseja usar o recurso para disponibilizar uma nova forma de aceitar pagamentos, poderá escolher entre algumas carteiras digitais disponíveis, por exemplo. Nesse caso, quando o usuário for escolher o QR Code para pagamento, bastará usar o app para ler a imagem e autorizar a transação.

Nesse modelo, a falta de padronização é um grande entrave para a evolução do sistema. Uma plataforma que deve resolver isso e alavancar o uso do QR Code é o PIX. O recente recurso lançado pelo Banco Central consiste no sistema de pagamento automático em que transferências são feitas em tempo real, em qualquer dia ou horário, a um custo muito baixo.

Nesse caso, o QR Code funcionará como uma chave que fornece informações ligadas à conta bancária cadastrada e ao valor da transação. A autorização, por sua vez, é feita pelo próprio app da instituição financeira em que a chave PIX foi registrada.

O QR Code também tem um grande potencial de substituir alguns objetos de validação, como bilhetes magnéticos. Em estações de trem e metrô da cidade de São Paulo, por exemplo, esse tipo de bilhete já é emitido e utilizado por muitos passageiros. Em casos assim, basta que o código seja gerado pelo aplicativo, e a tela do smartphone seja apontada para o dispositivo leitor da estação.

Quais as vantagens de fazer pagamentos com o QR Code?

O progresso da tecnologia no mercado de pagamentos sempre tem por objetivo tornar as operações mais seguras e melhorar a experiência do usuário. Sendo assim, confira algumas das vantagens de adotar o QR Code como meio de captura.

Mais praticidade

Essa é sem dúvida uma das principais vantagens do QR Code. Ao contar com um serviço de pagamento que forneça a opção do QR Code para captura, o usuário dispensa a necessidade de andar sempre com um cartão de crédito. Então, bastará abrir o aplicativo para ler o código e autorizar a transação.

Segurança

Usando o QR Code, não é necessário portar ou compartilhar suas informações de cartão de crédito. Além disso, o consumidor não precisa carregar dinheiro em espécie, evitando que esses itens sejam roubados. A única ferramenta necessária será o smartphone, que é um dispositivo que acompanha o usuário o tempo todo.

Menos custos

O QR Code entra no hall de funcionalidades para agregar os serviços financeiros que tendem a baratear os custos e trazer mais economia para o usuário. É o caso do PIX, por exemplo, que será gratuito para pessoa física na maior parte das instituições.

Tudo em um só serviço

O QR Code é um recurso que estará presente em praticamente todas as instituições financeiras. Assim, com uma única ferramenta, você poderá fazer transações em estabelecimentos físicos e online, fazer transferências e pagar boletos.

Não há dúvida que o QR Code é uma tendência que veio para ficar. Suas vantagens são inúmeras e, especialmente nos meios de pagamento, ele causará um impacto bastante significativo na forma como os consumidores fazem pagamentos.

Gostou do artigo? No blog da Adiq temos muitos conteúdos sobre o mercado de pagamentos. Acompanhe nossas próximas postagens e fique por dentro dos principais temas sobre o setor!

Está gostando desse artigo?

Últimas de “Tecnologia

VEJA TODAS
Ver postagem

Carteira digital: saiba o que são as e-wallets

Ver postagem

Pagamento Instantâneo: O que é o PIX?

Ver postagem

NFC: conheça essa tecnologia de pagamento que vem ganhando força