Meios de captura: conheça as opções presentes nas lojas físicas e online

Você conhece os meios de captura disponíveis e quais as vantagens de cada um deles? Neste artigo fizemos a lista desses recursos. Entenda!

Meios de pagamentosSetembro 17, 2020

Está interessado no conteúdo, mas sem tempo para ler agora? É só apertar o play no lado direito da página para ouvir o artigo.

Os meios de captura representam uma forma importante de as empresas facilitarem o pagamento de produtos e serviços, seja em lojas físicas, seja pela internet.

Anos atrás, havia apenas os grandes bancos e poucas adquirentes que forneciam o serviço, elevando bastante os custos e dificultando o acesso de pequenos e médios empreendedores. Hoje, porém, com as fintechs e novas regulamentações, outras empresas surgiram nesse cenário e os serviços financeiros se democratizaram.

Neste artigo, você vai conhecer os principais meios de capturas de vendas no meio online e offline, e quais as vantagens para as empresas.

POS

POS é a sigla para Point of Sales e é o mais popular entre os meios de captura de vendas. É mais conhecido como maquininha de cartão. Ela sem dúvida tornou-se um elemento essencial para qualquer estabelecimento.

O POS aceita vendas de cartões de crédito ou débito, além dos vales refeição e alimentação. Nele, o consumidor insere seu cartão e digita a senha para validar a operação.

Alguns modelos de POS trazem recursos extras que permitem outras formas de pagamento, como por código QR ou por tecnologia contactless. Ambos os instrumentos utilizam o celular para realizar a compra.

No caso do código QR, a maquininha gera um código na tela, e o consumidor utiliza um aplicativo específico para ler o visor por meio da câmera do celular.

Já o contactless usa a tecnologia NFC para fazer a comunicação entre o cartão (que precisa contar com o recurso) e maquininha.

Uma das grandes vantagens da maquininha é a sua mobilidade. Ela se conecta via rede de dados e, por isso, pode ser utilizada por empreendedores que também trabalham fora da loja.

POS Mini

Existem modelos de maquininha que são econômicas, porém, com recursos mais limitados. São normalmente conhecidas como modelos “mini”. Em geral, necessitam de um celular ou tablet com conexão à internet para funcionar.

Na prática, o POS mini serve para inserir os dados da operação e a leitura do cartão. Então, ela se conecta ao smartphone via bluetooth para transmitir os dados.

Carteiras digitais (ewallet)

As carteiras digitais podem transformar dispositivos móveis, como smartphones, em verdadeiros meios de pagamento. Por isso mesmo levam esse nome. Elas podem ser utilizadas tanto em lojas físicas como no e-commerce.

Seu funcionamento é bem simples. O usuário cadastra seu cartão de crédito na plataforma da carteira digital, que pode ser um site, ou um aplicativo no smartphone. Dessa forma, usando seu cadastro na instituição, a compra pode ser feita.

No caso do aplicativo instalado no smartphone, basta aproximar o celular ao terminal de pagamento habilitado para fazer a leitura dos dados. Nesse caso, o dispositivo precisa contar com a tecnologia NFC. Daí então, as informações da compra aparecem na tela para fazer a autorização.

No e-commerce, as ewallets também facilitam na hora do checkout. Em vez de preencher seus dados de cartão de crédito, basta fazer o login na carteira digital, e a compra já pode ser feita. Nesse caso, o usuário é redirecionado para a página da carteira digital e depois da aprovação retorna para fechar o pedido.

TEF

A Transferência Eletrônica de Fundos (TEF) é uma maquininha de leitura de cartões integrada ao Ponto de Vendas (PDV). Elas são muito utilizadas em estabelecimentos de médio e grande porte, pois facilitam bastante o processamento das vendas no caixa.

Uma vez que o meio de captura de pagamento fica integrado ao sistema de vendas do estabelecimento, a inserção dos dados do pagamento é automática.

O PDV inclui outros equipamentos para tornar possível a integração, como leitores de códigos de barras e computadores. É muito útil, por exemplo, em supermercados e lojas de conveniência, onde ocorre a compra de vários itens.

Split de pagamento

O split de pagamentos é um meio de captura comum no marketplace, em que há o compartilhamento de diferentes vendedores em um mesmo espaço online de vendas.

Digamos, por exemplo, que o consumidor efetuou a compra de diversos itens de vendedores diferentes. Por meio do split de pagamento, o cliente faz um pagamento único, e o valor é automaticamente direcionado a cada vendedor, deduzindo-se o percentual do marketplace.

Do lado do lojista, ele recebe os dados de quais produtos foram comprados, quem comprou e valor de cada um deles.

Link de pagamento

O link de pagamento é um meio de captura online muito prático, especialmente para vendedores autônomos.

O empreendedor pode cadastrar um link de pagamento para cada produto. Ao clicar no link para fazer o pagamento, o cliente é redirecionado para a página da instituição financeira para a inserção dos dados do cartão.

Esse link também pode ser utilizado em redes sociais, associando o anúncio do produto a um link de pagamento. Outra forma é o envio por meio de mensagens, via WhatsApp ou SMS, por exemplo.

Gateway de pagamento

O gateway de pagamento é como se fosse uma maquininha de pagamentos em lojas online. Sua função é fazer a integração da loja virtual com o banco. Por isso, é fundamental que se contratem outros serviços de segurança e se tomem precauções antifraude.

Por exemplo, é necessário contratar um serviço de certificado digital SSL. Além disso, a própria loja vai fazer a gestão de risco.

A maior parte dos gateways de pagamento dão recursos para relatórios e dashboards das vendas. Isso é muito importante para o gerenciamento do empreendimento.

Ao contrário do que aconteceria com um intermediador de pagamentos, tal como as carteiras digitais, o cliente não é redirecionado. Todo o processo de vendas ocorre dentro da página de checkout. Isso pode ajudar a reter a venda, dando mais credibilidade. Por outro lado, aumenta a responsabilidade do lojista em relação à proteção dos dados.

As opções disponíveis no mercado de meio de captura de vendas são inúmeras. Cabe à empresa buscar as melhores opções, conforme seu modelo de negócio e também levando em conta o perfil do seu público. Além disso, diversificar essas opções podem facilitar o pagamento e atrair ainda mais clientes ao empreendimento.

Gostou do artigo? Então, acompanhe nosso blog e fique de olho nas novas postagens para ficar atualizado com o mercado de pagamentos!

Está gostando desse artigo?

Ver postagem

PIX no mercado de pagamentos: como será?

Ver postagem

Glossário Adiq

Ver postagem

Conheça a história dos meios de pagamento